terça-feira, 9 de dezembro de 2014

DIRETOR DE TURMA - REUNIÃO DE PAIS

Aconteceu nesta Terça-feira (09/12) nos turnos manhã, tarde e noite reunião de país com os professores Diretor de Turma, Coordenador Escolar Fernando Martins e o Diretor Reinaldo. Conversando com os país sobre diversos assuntos relacionados a vida escolar de seus filhos, como: fechamento do ano letivo, apresentação do desempenho dos alunos de forma individual e coletiva para os pais, período de recuperação. Os diretores de turma conversam com cada pai sobre o cotidiano do filho na escola, comportamento, dedicação, participação, dessa forma os pais tem um amplo conhecimento sobre a vida escola do seu filho. 
 VEJA FOTOS:
REUNIÃO NO TURNO DA MANHÃ
 REUNIÃO NO TURNO DA TARDE
 REUNIÃO NO TURNO DA NOITE

sábado, 29 de novembro de 2014

PROGRAMA GERAÇÃO DA PAZ NA ESCOLA FLÁVIO RODRIGUES

Aconteceu nesta Sexta-feira (28/11) na Escola Flávio Rodrigues durante todo o dia, após o intervalo de cada turno a Gincana da Solidariedade. Através do Programa Geração da Paz as atividades foram desenvolvidas com muita empolgação por todas as turmas, com palestras, danças e outras apresentações. Em forma de Gincana as turmas disputaram quem arrecada mais alimentos. Os alimentos arrecadados foram doados para famílias carentes, onde os alunos de cada turma selecionaram famílias necessitadas no município para receberem os alimentos dos próprios alunos no momento do evento. No total foram arrecadados 1.851 Kg de alimentos, distribuídos entre as famílias, Uma ação de solidariedade e cidadania.

PALESTRA MUITO BOA, UM MOMENTO DE REFLEXÃO SOBRE A PAZ COM O PASTOR ALAÉCIO
ALIMENTOS ARRECADADOS NO TURNO DA MANHÃ
TURMA 1º C DOANDO OS ALIMENTOS ARRECADADOS PARA FAMÍLIA CARENTE
ALUNAS CLEOFA E BÁRBARA- 2º A FAZENDO A DOAÇÃO DOS ALIMENTOS QUE ARRECADARAM

ANTONIO MARCOS - 2º B - FAZENDO A ENTREGA DOS ALIMENTOS PARA FAMÍLIA QUE A TURMA ESCOLHEU
ANTONIO MARCOS E AMANDA - 2º B - ENTREGANDO ALIMENTOS PARA OUTRA FAMÍLIA

O Programa Geração da Paz foi criado em 22  de setembro de 2010 visando à celebração de cooperação técnica entre a Secretaria da Educação do Ceará (Seduc) e a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) em parceria com organizações governamentais e não-governamentais. 

Há dois níveis "projeto" e "programa". Na cooperação internacional SEDUC/UNESCO tem o formato de projeto onde prevê sua instalação em 200 escola públicas de nível médio no Estado do Ceará, abarcando cerca de 2.000 professores e 100.000 alunos, atuando em todas as macroregiões da Seduc. No formato do programa, abrange todas as escolas da rede estadual (mais 670), alunos (quase 500 mil) e respectivas comunidades. 

Buscar da provimento ao estabelecimento no pensamento estratégico da SEDUC, que preceitua em seu objetivo Nº 7 "Fortalecer a escola como espaço de inclusão, de respeito à diversidade e da promoção da Cultura da Paz", por meio de sua materialização no Projeto Político Pedagógico das Escolas envolvidas. 

Sua vocação é construir e multiplicar conhecimentos, por meio da criação e integração de redes regionais, locais e intersetoriais. 

PÚBLICO BENEFICIADO
Dentre os principais beneficiários estão os alunos e seus familiares, professores, gestores e servidores e as comunidades onde as escolas estiverem inseridas. 

OBJETIVOS
O objetivo do "Programa Geração das Paz" é promover e desenvolver estratégias de aproximação da escola e comunidade, através da valorização dos saberes e experiências locais, que apoiem a construção de uma cultura de paz no Estado do Ceará.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Apoiar as escola, investindo em seu poder de autogestão e auto-organização, a fim de que estas abram caminhos para mudança criativa e construtiva, através do diálogo, da cooperação e de processos participativos de tomada de decisão, que permitam criar novas oportunidades de organização social, tendo como instrumento norteador para gestão da escola seu Projeto Político Pedagógico.

Auxiliar as comunidades escolares no levantamento de necessidades de treinamento e aperfeiçoamento pessoal e institucional relativos à construção e consolidação de uma cultura de paz, bem como criar um sistema de capacitação inicial e continuada, que atenda a essa demanda, em parceria com seus parceiros, investindo, principalmente, nos valores locais.

Incentivar para que as escola criem tempos e espaços alternativos de cultura, educação e lazer, inclusive nos finais de semana, para os jovens, as famílias e suas comunidades, visando à transformação das relações entre a escola e a comunidade. 

Integrar e aperfeiçoar sistemas de informação e comunicação para mobilizar diferentes atores sociais e se engajarem nas ações de promoção de desenvolvimento comunitário e do protagonismo juvenil. Promover intersetoriais que deem suporte à execução do "Geração da paz".

Desenvolver e operacionalizar um sistema de monitoramento e avaliação das ações desenvolvidas no Programa, com a participação dos atores sociais envolvidos. 

RESULTADOS
As escolas deverão apresentar processos de articulação social permanentes e integrantes do planejamento pedagógico destas, sendo que as experiências acumuladas subsidiarão ações multissetoriais de curto, médio e longo prazo e políticas públicas de instalação, ampliação e manutenção da paz nas escolas.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Com informações de Secretarias, plano de formação define vagas

As secretarias estaduais e municipais de educação e os institutos federais de educação, ciência e tecnologia das cinco regiões do país tem prazo até 21 de novembro para informar na Plataforma Freire quantos professores das suas redes precisam cursar uma licenciatura ou pedagogia. É com base nessa informação que a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), junto com as universidade e os fóruns de educação, define as vagas do Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica (Parfor) para 2015. As inscrições dos professores será de 20 de janeiro a 13 de março do próximo ano. 

O plano de formação, lançado em 2009, abre turmas especiais em turmas de licenciatura, na modalidade presencial, exclusivas para educadores das redes públicas que não possuem formação superior na área em que atuam, conforme exigência de Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB). 

Essas turmas são abertas conforme a convergência de três fatores: as secretarias estaduais, municipais e do Distrito Federal e os Institutos federais informam o número de vagas de que suas redes precisam. As instituições de ensino superior, que participam do Parfor, definem e informa a oferta de cursos e de vagas, e os educadores fazem a pré-inscrição na licenciatura que pretendem cursar. Todo o processo é realizado Plataforma Freire. 

CRITÉRIOS - Para ocupar as vagas da primeira licenciatura, o professor precisa atender requisitos descritos do Parfor: estar vinculado a uma rede pública estadual, municipal ou do Distrito Federal; no exercício da atividades do magistério; não ter curso de licenciatura. A carga horária mínima é de 2.800 horas, das quais 400 horas de estágio supervisionado. A duração do curso é de 04 anos. 

Já o educador com graduação em área diferente daquela em que leciona precisa estar a pelo menos 03 anos na rede pública, para fazer a segunda licenciatura. Esse curso tem carga horária de 800 horas a 1.400 horas e duração entre dois anos e dois anos e meio. O Parfor também oferece formação pedagógica para docentes graduados ou licenciados na rede pública. Essa formação complementar é de 540 horas, ministrada durante um ano.

Os cursos são gratuitos para todos os professores, mas a Capes repassa recursos financeiros para as instituições de ensino superior responsáveis pela formação, supervisão de estágios e certificação dos concluintes. É tarefas da secretarias de educação oferecer aos cursistas material escolar, transporte, hospedagem e alimentação durante o curso. 

RESULTADOS - De maio de 2009, quando foi criado, a dezembro de 2012, o Parfor colocou em salas de aula 54,8 mil professores em turmas especiais, segundo balanço publicado pela Capes. No período, foram implantadas 1.920 turmas em 397 municípios. Professores das regiões Norte e Nordeste foram os que mais procuraram formação. Até 2012, o Parfor atendeu 28.073 educadores da região Norte e 20.781 do Nordeste. Na sequência apareceram a região Sul (3.422 professores), o Sudeste (1.847) e o Centro-Oeste (753). 

O Plano Nacional de Formação de Professores da Educação Básica integra um conjunto de políticas públicas do governo federal em parceria com estados, municípios e instituições  de ensino superior para transformar o magistério. Estão neste grupo de políticas o Piso Nacional do Magistério, instituído em julho de 2008; os cursos de mestrado profissional para educadores das redes públicas; o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid), que visa o aperfeiçoamento e a valorização da formação de professores, o Programa de Consolidação das Licenciaturas (Prodocência), que fomenta a inovação, a elevação da qualidade dos cursos do magistério e a valorização da carreira do professor. 
Fonte: Portal Mec

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

MOBILIZAÇÃO ENEM 2014

Nos dias 08 e 09 de Novembro a Escola Flávio Rodrigues organizou os seus alunos para ir até Guaraciaba do Norte fazer a prova do Enem 2014. Uma grande mobilização envolvendo toda a equipe da escola, Núcleo Gestor, Professores, Funcionários e as Famílias. 
FOTOS